Educação para o trânsito: formando educadores e gestores

 

 

A turma de 56 alunos da especialização em Gestão e Educação para o trânsito, do Centro Universitário Uninter-IBPEX, em Curitiba,  finalizou a disciplina de educação para o trânsito em junho e foram momentos muito gratificantes, para mim, como professora.

Foi muito bom ver como a educação para o trânsito está ganhando importância entre os profissionais de várias áreas e vem sendo tratada com seriedade por muitos órgãos de trânsito, escolas e universidades, espalhadas pelo Brasil.

Mesmo que timidamente, as escolas estão introduzindo o tema no currículo de modo transversal aos conteúdos. Faculdades e universidades oferecem cada vez mais cursos de pós-graduação na área de trânsito, o que contribui para a melhor qualificação de pessoas para esta área.

Paulatinamente os órgãos de trânsito estão alocando profissionais especializados para darem conta da complexidade do trânsito. Não basta mais só passar no concurso público  ou ser indicado para assumir uma função nesta área. Hoje é preciso capacitar-se constantemente, ter uma  atuação multidisciplinar e uma visão sistêmica quando se trata de encontrar soluções para os problemas do trânsito.

Pena que as boas práticas e bons exemplos de projetos e programas na área de educação para o trânsito não são muito explorados pela mídia, que prefere dar foco ao acidente, para gerar audiência.

Um bom exemplo a ser mencionado, o Projeto Vida no Trânsito, da “Década de ação pela segurança no trânsito 2011-2020″, da ONU/OMS, começou com 5 capitais no Brasil e agora já atinge mais de 25 cidades de grande porte, que se inseriram no Projeto e estão construindo seus caminhos para diminuir as mortes e acidentes graves de trânsito.

aula detran redimensionada - jogos

Quero ressaltar o aspecto multidisciplinar e multissetorial do curso de Gestão e Educação para o trânsito e do Projeto Vida no Trânsito em Curitiba.

Ambos estão possibilitando a interação entre diferentes profissionais e áreas de atuação e de diversas organizações sociais. Não seria possível pensar em construir uma cultura de segurança no trânsito e de mobilidade sustentável que tanto a nossa sociedade carece e almeja, se não houvesse esta integração.

Parabéns queridos alunos pela participação, pela motivação, pelo empenho nesta disciplina!

Até breve.

Deixe uma resposta

Se você conhece códigos HTML, pode utilizar estes em sua mensagem: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>